Baleia de Bryde

Balaenoptera edeni

Anderson 1879 Observado pelo Espaço Talassa

A Baleia de Bryde é a menos conhecida das grandes baleias. Existem sem dúvida várias subespécies, nomeadamente a "pigmeia", "in shore" e "off shore" , mas a sua taxonomia é objecto de um importante debate e bastante controvérsia. O tamanho máximo deste animal pode atingir 15 metros. As fêmeas são maiores que os machos. À nascença a cria mede 4 metros e pesa cerca de 650 Kg. Os indivíduos adultos apresentam um peso médio de 12 toneladas. As fêmeas dão à luz uma única cria de dois em dois anos, durando a gestação de 11 a 12 meses. Estima-se que a esperança de vida desta espécie seja de quarenta anos. Alimentam-se principalmente de pequenos peixes gregários, e por vezes de krill.
Esta espécie foi observada pela primeira vez nos Açores pelo Espaço Talassa em Julho de 2004 A Equipa Espaço Talassa observou e fotografou algumas vezes 2 indivíduos durante este Verão. A presença deste animal nunca foi provada até ao momento nas águas açoreanas. De facto estima-se que a sua população mundial seja de 25 000 indivíduos e a sua distribuição geográfica no Atlântico se situe entre os 40° N e 40° S de latitude. Podem ser facilmente confundidos com a baleia boreal, apesar de nas nossas observaçõesce, o seu comportamento ser mais "activo", saltando frequentemente, a sua velocidade era de cerca de 5 a 6 nós e em especial apresentavam 3 cristas paralelas na cabeça (enquanto que a baleia boreal tem apenas uma). O seu ventre apresentava uma coloração rosa. O seu sopro é estreito e eleva-se a uma altura de 3 a 4 metros. Respira rapidamente, 3 a 4 vezes de seguida, tendo sido observados mergulhos entre 5 e 15 minutos de duração. Nunca foi observada a sua caudal durante o mergulho.
FR.: Rorqual de Bryde – ITA: Balenottera di Bryde – SPAIN: Rorcual tropical – GB: Bryde's whale – GER: Brydeswal – NEDER: Bryde-vinvis – SWEEDS; Brydes fenval - NOORS: Brydehval - DEENS: Brydeshval - JAP.:Nitari Kujira