a equipa  


.... Para terminar esta introdução, não posso deixar de expressar o que penso hoje da "caça a baleia", aqui e além-mar. O tempo amenizou a agressividade impulsiva subjacente ao espirito de aventura, e a sensatez prevalece na análise que agora, e dado o meu passado como baleeiro, me é dever e direito fazer: a perseguição selvagem ainda feita a estes animais, e independentemente dos problemas ecológicos levantados e sobejamente conhecidos, juntem a todos os outros o meu grito de homem do mar : - Parem com isso ! O seu eco não será mais do que um reflexo de humanização.

Nuno Alvares, em "Memórias de Um Baleeiro" (Memórias de Um Baleeiro) - 1985 


Serge Viallelle,

co-fundador do Espaço Talassa antigo navegador em escala pelos Açores, apaixonou-se pelas ilhas, por uma açoreana (Alexandra), pelos golfinhos e pelas baleias. Em 1987, com a ajuda de João Vigia, Serge fundou a primeira base de observação de cetáceos dos Açores, nas Lajes do Pico. Em 2010, o turismo de Portugal atribuiu a Serge a medalha grau prata de mérito turistico.

Alexandra Teles,

co-fundadora do Espaço Talassa e companheira de Serge, viveu as (difíceis) primeiras milhas do Espaço Talassa em 1989. Arquitecta de profissão, foi ela que concebeu a nossa base das Lajes. Hoje, Alexandra anima a BOCA pelo seu bom humor e sentido estético tornando assim, mais acolhedor o seu regresso do mar.

João Gonçalves,

Vigia

baleeiro há trinta e seis anos, converteu-se ao turismo...como ele próprio o diz! Desde 1992, João tem uma enorme paciência para ensinar os "jovens ambientalistas" a arte de sesaber aproximar de um animal, compreender um comportamento e respeitá-lo. O João deixou-nos em Dezembro 2005, diremos para uma viagem longa, esteja onde estiver, continuará a dar o rumo das nossas aventuras...

Marcelo Soares,

Eco-vigia

Vigia da nova geração, combina a eficácia da tradição ( o pai dele já foi vigia do Espaço Talassa há alguns anos atrs) com um novo olhar sobre o Eco-Turismo, com respeito pelos cetáceos que "nos dá" a observar e principalmente uma mente aberta na procura de novas espécies para investigação : aves, tartarugas, tubarões...

Pedro Madruga,

skipper : filho de pescador de São João, costa Sul do Pico, e grande amante do “piercing”, Pedro juntou-se a nossa equipa em 2003. Ele conhecia o mar açoriano e em muito pouco tempo adaptou a sua sensibilidade natural a aproximação as grandes baleias que costumava encontrar quando ia na traineira do seu pai.

João Quaresma,

descende de uma família de armadores Picoenses, as origens de marinheiro vieram-lhe da sua paciência da espera da Lancha sobre o cais da Madalena com o seu avô. Fotógrafo, militante pela protecção e estudo dos Golfinhos do Sado. Na primavera migra até as Lajes do Pico, desde o início do Espaço Talassa e no mar é o "Skipper" ideal para os apaixonados da fotografia.

Herminia ,

a cozinheira

Desde 2006 chefe no Restaurante do "Whale'Come ao Pico" tem preferência pelos produtos locais, especialmente da Piedade, a sua freguesia na parte Leste da ilha. Receitas simples e locais a que são dadas um toque pessoal, sendo mais leves. Boa disposição, doçura, um sorriso, são os melhores ingredientes. Não hesitem em experimentar os seus pratos vegetarianos e as suas saladas... ficaram fãs.

Eunice Freitas,

no Hotel “Whale’come ao Pico”, Eunice é a vossa governanta. Apaixonada pela sua ilha, não hesite em perguntar-lhe pelos seus recantos secretos, sobretudo sobre as “Pontas Negras”, onde ela mora. Ao pequeno almoço, a Eunice oferecerá sempre que possível produtos locais, mel, queijo, banana, pão de milho, compota de araçá… sorriso e eficiência.

Lisa da Silva & Stéphanie Bettencourt,

as nossas duas "Canadianas" que hà alguns anos ocupam um espaço especial na Base do Espaço Talassa. Logo de manhã cedo, antes do nosso "briefing" e saìda para o mar, vão cruzar-se com o seu sorriso e profissionalismo. Os mesmos estarão sempre disponìveis para o ajudar a organizar a vossa estadia no Pico (caminhadas, actividades e excursões...)

César Medeiros,

como muitos "Picarotos" tem duas profissões, pescador de Inverno e "skipper" de Junho a Outubro desde 2010. Especialista em nadar com os golfinhos apresenta a paciência, experiência e um certo "know how", cocktail imprescindível que vos permitirá um encontro com os animais no seu habitat, com toda a segurança e, acima de tudo, com o maior respeito.

Rui Santos,

licenciou-se em biologia marinha, em 2008 e juntou-se à nossa equipa em 2011. É o nosso especialista lusófono e responsável pelo nosso projeto de foto-identificação. O seu ponto forte é a biodiversidade marinha; desde a mais pequena bactéria à gigantesca baleia azul, os tubarões, "krill", tartarugas, aves... todos tem um papel fundamental no equilíbrio do nosso planeta, ficará convencido disso se trocar algumas palavras com ele!

Susana Simião,

Tirou uma licenciatura em Biologia Marinha, e mais tarde um Mestrado de Investigação em Marine Mammal Science na Universidade de St. Andrews na Escócia. Está encarregue do projeto de marcação de tartarugas marinhas, em que o Espaço Talassa colabora com a Universidade da Flórida. É muito entusiasta e está sempre disponível para partilhar o seu conhecimento sobre a vida marinha.

Maria João Simões,

Mria tem um Curso Profissional em Restaurante & Bar na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve. Juntou-se à equipa do Espaço Talassa em 2013. A sua simpatia natural é contagiante e podemos encontrá-la, todos os dias, no restaurante “Whale’Come ao Pico”, a atender os clientes com um sorriso e boa disposição.

Sonia Manso ,

Visitou os Açores em 2007 pela primeira vez e apaixonou-se pelo Pico. Em 2012 mudou-se definitivamente para cá. Estudou biologia marinha, tem trabalhado sempre em turismo de natureza e sensibilização ambiental. No Espaço Talassa está responsável pelas Actividades Outdoor. Tem sempre histórias para contar sobre os vulcões do Pico, tradições e sabe onde procurar o melhor verdelho da ilha.