Espaço Talassa


tel : (+351 292) 672 010 - fax : (+351 292) 672 617

Era uma vez...

Em 1987, foi capturado o último cachalote nas Lajes do Pico. Do encontro entre um antigo baleeiro "João Vigia" e o navegador Serge Viallelle em escala pelo arquipélago nasceu o Espaço Talassa em 1989. Da sua comum paixão surgiu em 1991, o primeiro projecto Açoreano de protecção do meio marinho e de educação do público "Golfinhos, baleias e homens".

A BOCA (Base de Observação dos Cetáceos dos Açores) abre as suas portas em 1995 sobre o porto das Lajes do Pico ao lado do museu dos Baleeiros. Onde irá encontrar documentação relativa ao arquipélago, aos cetáceos que frequentam as águas dos Açores, uma biblioteca especializada, uma videoteca, as nossas estatísticas de observação e informações sobre os diferentes projectos de investigação em curso.

Na nossa loja, facultamos o aluguer de " kayaks", BTT e proporcionamo-lhe um "briefing" diariamente. Propomos um artesanato local manufacturado mediante a utilização de materiais alternativos e não a partir de marfim animal. A entrada é gratuita.


A "vigia da Queimada"

Para encontrar os animais possuímos barcos equipados com hidrofones, no entanto, utilizamos a cima de tudo os serviços de antigos baleeiros, instalados em torres de observação, conhecida como Vigia. Estes vigias indicam-nos via rádio não somente a presença dos animais, respectiva posição, dimensão dos grupos, mas também o estado do mar.... Eles são sim o garante da nossa segurança. A vigia da Queimada encerrou em 1984, e redescobriu a sua original vocação em 1991... procurar no oceano os "bufos" do rei cachalote.

Como tal, cobrimos cerca de 50 milhas (80 km) Este/Oeste e 20 milhas (35 Km) Norte/Sul num raio de 200 graus. A vigia da Queimada é única no arquipélago pela imponência dos seus dois pisos, o que constitui instrumento ideal para os amantes das baleias e dos golfinhos. O primeiro piso é utilizado de Maio a Outubro pelos visitantes, estudantes ou cientistas interessados pela observação dos animais no seu meio natural, ajudados pelos vigias do segundo piso.


Os nossos Barcos

Valiant 850.

O Espaço Talassa está equipado com 4 barcos do tipo semi-rígido de 29 pés. A preferência por este tipo de embarcações deve-se ao facto de termos em conta a sua segurança e conforto. A dimensão e os motores utilizados garantem um impacto mínimo no que se refere ao bem-estar dos animais. Aqui a velocidade é o sinónimo de acessibilidade pois permite uma rápida aproximação às zonas de observação o que possibilita aumentar o tempo que desfrutamos da sua companhia. A escolha destes barcos é baseada sobretudo em 20 anos de experiência no mar açoreano.